Chá de babosa: como fazer a receita?

A babosa, ou aloe vera, é muito utilizada em sua forma natural, simplesmente aplicando o gel encontrado dentro das folhas desta suculenta sobre a área afetada, mas o chá de babosa – assim como outras variantes de consumo oral da planta – torna-se cada vez mais popular.

Em rotinas de alimentação saudável, especialmente aquelas de objetivo detox, este chá apresenta importantes funções anti-inflamatórias e assépticas que se somam ao quão nutritiva é a planta na concentração de vitaminas e minerais.

Além do consumo oral, o chá de babosa pode servir como uma base líquida para aplicação local dos benefícios da babosa, o que é especialmente útil para situações que exijam mais quantidade de líquidos para a aplicação – o que pode ser um tanto difícil de se conseguir através das folhas da planta.

Saiba quais são os principais usos do chá de babosa, como fazer sua própria versão do líquido em caso, seus benefícios e cuidados necessários na hora de fazer o produto:

Quais são os usos do chá de babosa?

Citar todos os usos que o chá pode ter em sua rotina seria uma tarefa exaustiva e, ainda assim, incompleta. Na prática, o chá pode ter vários usos práticos, pois não se limita à ingestão do líquido. Pode-se utilizar o líquido para lavar feridas ou os olhos, por exemplo, da mesma maneira que seu consumo pode aliviar problemas digestivos.

Topicamente, sua aplicação pode aliviar os efeitos de queimaduras por exposição excessiva ao sol, assim como aliviar as dores de picadas de insetos e de pequenos machucados e alergias. Quando ingerido, o chá purificado auxilia no bom funcionamento do trato digestivo, na alcalinidade do corpo e no fornecimento de diferentes tipos de vitaminas, o que o torna especialmente útil em aspectos nutritivos.

Como fazer o chá de babosa?

Hoje em dia, não é difícil encontrar boas opções de chá de aloe vera à venda. Fazer sua própria receita, no entanto, garante que você tenha certeza de estar consumindo um produto puro. Um cuidado importante na hora de comprar o chá pronto é buscar por versões que tenham sido purificadas.

Para fazer seu próprio chá, uma boa dica é já preparar o produto sobre a base de outro chá – normalmente escolhendo opções de chá verde ou preto. Isso ajuda a reduzir a estranheza do sabor que não é muito ruim ou forte, mas certamente é incomum.

Leve uma panela de água para ferver e adicione um pouco do chá que será utilizado como base por cerca de três a quatro minutos. Adicione uma colher de chá de pó de babosa ou, se preferir, coloque o gel de uma folha fresca da planta na composição. Deixe ferver, para reduzir a presença de antraquinonas.

Se você pretende consumir o chá, adicionar um pouco de mel ao fim da fervura garantirá um sabor delicioso à bebida.

Quais são os benefícios do chá de babosa?

Quando falamos no chá da planta, é o benefício ao aparelho digestivo que mais se destaca: a babosa auxilia a regular os níveis de açúcar, combate inflamações e ainda melhora o sistema imunológico ao mesmo tempo em que combate constipações e azia.

Não bastassem todas essas capacidades, o chá que você estará bebendo ainda é rico em vitaminas A, C, E e várias vitaminas do complexo B. Adicionalmente, há uma boa quantidade de minerais presentes na planta.

Algumas pessoas também consideram o chá útil no processo de perda de peso, especialmente em função do favorecimento do funcionamento intestinal.

Há efeitos colaterais?

É importante dar atenção aos possíveis efeitos colaterais causados pelo chá de babosa. Embora seu consumo seja seguro, quando o extrato é bebida em excesso, há um potencial de efeitos laxantes que podem afetar sua saúde se se tornarem recorrentes. Por isso, você deve evitar o consumo do chá em dias em que já estiver passando por problemas intestinais.

Comments are closed